Inteligência emocional para impulsionar a carreira

Inteligência emocional para impulsionar a carreira

Palestra no CRA-ES orientou profissionais sobre o assunto

Inteligência Emocional (I.E) é a capacidade de controlar as emoções? Quem respondeu não a essa pergunta acertou. De acordo com o especialista Roque Luz, que ministrou uma palestra sobre o tema no Conselho Regional de Administração do Espírito Santo (CRA-ES), a I.E caracteriza-se pela habilidade em gerenciar as emoções de forma saudável. Por isso, quanto melhor for a gestão emocional, maiores são as chances de sucesso em sua carreira.

Pós-graduado em Gestão e Marketing Esportivo e coach com formação internacional, Roque Luz também atua na Escola Brasileira de Desenvolvimento Humano (EBRA) e explicou que até 65% da performance profissional é afetada pela falta de Inteligência Emocional.

Segundo ele, é fundamental entender que as emoções não são controladas e, sim, os comportamentos oriundos das decisões geradas pelos sentimentos. “Sentir raiva do chefe, por exemplo, é uma decisão do funcionário tomada diante de algumas atitudes. Não é o fato que gera a raiva, mas o significado que eu dou ao fato”, explicou o especialista.

Também palestrante na mesma ocasião, Presidente da Escola Brasileira de Coaching (EBRA), Thiago Senna Bof, explicou que a Programação Neurolinguística (PNL) pode oferecer importantes contribuições na busca por I.E no trabalho.

De acordo com ele, temos o poder de reprogramar nossa mente, diante das crises para superá-las. “A crise é passageira. Entender o momento pela qual estamos passando é fundamental para nos responsabilizarmos e crescermos”, pontuou Bof.