Estrutura organizacional para quê?

Estrutura organizacional para quê?

Nova turma do curso Gestão de Pessoas de A a Z tratou do tema

O setor de Recursos Humanos (RH), bem como suas políticas, precisa estar alinhado com o propósito da organização a qual pertence, pois é uma área estratégica. Por isso, estabelecer uma Estrutura Organizacional (EO) é importante. Essa ferramenta confere informações relevantes para a tomada de decisões dentro da empresa.

Mais do que “caixinhas”, a EO deixa claro para toda a equipe componente da empresa quais são os níveis de hierarquia, setores, cargos e tarefas, etc. “Com isso, quando a pessoa entra para trabalhar naquele lugar ela já sabe o que esperar e consegue se enxergar ali dentro”, explicou a Administradora Mara Stocco, professora do curso Gestão de Pessoas de A a Z oferecido, exclusivamente, pelo CRA-ES e chancelado pela ABRH-ES e Findes/IEL.

De acordo com ela, a Estrutura Organizacional traz em si quatro componentes: sistema de responsabilidade, autoridade, comunicação e decisão. O primeiro é o resultado das atividades. É a linha de assessoria e especialização do trabalho. O segundo é o resultado da distribuição do poder, delegação e centralização ou descentralização. “Aqui dizemos quem manda”, pontuou.

Já o sistema de comunicação resulta da interação entre todas as unidades. O último é o ato de poder entender e definir, decidir uma ação solicitada. “A junção desses elementos, entre outros aspectos, possibilita ao profissional da área de RH criar uma boa estrutura organizacional”, acrescentou Mara Stocco.

Saiba mais
O curso Gestão de Pessoas de A a Z é oferecido, exclusivamente, pelo CRA-ES e chancelado pela ABRH-ES e Findes/IEL. Ele foi criado, em 2019, como um produto da Câmara Temática de RH, que veio a ser constituída pelo Instituto de Administração do Espírito Santo (IAES). Quer fazer parte da próxima turma? Envie um e-mail para iaes@craes.org.br e saiba como fazer.

Fechar Menu