Empresa com registro no CRA-ES é proteção contra golpes

Antes de contratar serviços, verifique com o Conselho!

O caso de uma administradora de consórcio, em Vitória, que aplicou um golpe em interessados em comprar um veículo fez surgir entre os capixabas uma dúvida: é possível saber se a empresa a ser contratada para esse tipo de serviço é idônea? A resposta é simples. Sim, desde que o negócios esteja devidamente registrado no Conselho Regional de Administração do Espírito Santo (CRA-ES).

A falta de registro, por si só, já evidencia um descompromisso da empresa quanto às exigências para atuar em acordo com a lei. “Aquelas que atuam na área da Administração de Consórcios, administram bens móveis. Para o exercício dessa atividade, desenvolvem práticas relacionadas a área da Administração. Logo, ao assumir a responsabilidade de administrar o grupo de consórcio, ou seja, administram bens de terceiros, atuam como profissionais da Administração e precisam estar registrados no conselho”, explicou a gerente da Unidade de Fiscalização e Registro do CRA-ES, a Administradora Janaina Merlo.

Por isso, o registro no conselho é uma proteção para a sociedade. Em um dos desdobramentos de sua função, o CRA-ES atua fiscalizando as empresas registradas resguardando o contratante de um serviço. “Fazemos um controle ético da profissão. Tanto da Pessoa Física quanto Jurídica. Temos um código de ética e é através dele que aplicamos as penalidades cabíveis”, explicou o Diretor da Unidade de Fiscalização e Registro do CRA-ES, o Administrador Robson Brandão Neves.

Segundo ele, o conselho não admite posturas como essa e atua firmemente para coibir tais práticas. “Estamos sempre fazendo campanhas orientativas para informar a sociedade e também disponibilizamos um canal para denúncia, consultas e esclarecimentos de dúvidas”, acrescentou o diretor.

Por isso, ele orienta que antes de fechar a contratação de um serviço com Administradoras de Consórcio, e outras empresas que atuam no ramo da Administração, sempre procure averiguar com o CRA-ES a situação do registro. “Aqui é possível saber se a empresa está devidamente habilitada e acompanhada por um Responsável Técnico”, esclareceu a gerente Janaina Merlo.

Se você estiver com dúvidas ou quiser prestar uma denúncia (seus dados não serão divulgados), envie um e-mail para fiscalizacao@craes.org.br que entraremos em contato passando as orientações.