Contratação temporária: o que fazer para ser efetivado?

Contratação temporária: o que fazer para ser efetivado?

Especialista em Gestão de Pessoas dá as dicas

As contratações temporárias deste ano vão garantir até cinco mil oportunidades de trabalho para os capixabas, segundo levantamento da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Espírito Santo (Fecomércio–ES). Apesar das vagas serem provisórias as chances de uma recolocação no mercado trabalho são grandes. Mas o que fazer para “agarrar” esse emprego?

“Comprometimento e trabalhar bem em equipe são qualificações que ajudam a definir uma contratação. Além disso, respeitar hierarquia também faz a diferença. Então, se um funcionário temporário tem essas características a probabilidade de uma efetivação é maior”, explicou a administradora e especialista em Gestão de Pessoas, Marília Tavares.

Fazer além do solicitado também atrai a atenção dos contratantes. “É uma característica que evidencia prestatividade. A empresa entenderá que pode contar com aquele funcionário. É um ponto positivo”, acrescentou Marília que também é conselheira no Conselho Regional de Administração do Espírito Santo (CRA-ES).

Segundo ela, não só o funcionário pode ganhar com a efetivação. A empresa também tem vantagens em aproveitar colaboradores de vagas temporárias. “Ter um novo membro na equipe, apesar de desafiador, é uma injeção de ânimo que pode alavancar a produtividade”, acrescentou a especialista.

Fechar Menu